quinta-feira, 14 de maio de 2015

Corinthians e São Paulo derrapam na Libertadores. Galo também está fora.

Em uma quarta-feira que começou com a desclassificação do Real Madri, atual campeão do mundo, na Champions League para a Juventus de Turim, os dois times paulistas dão adeus à Libertadores 2015. Junta-se aos desclassificados o Atlético Mineiro. Inter e Cruzeiro seguem às quartas-de-final.

Corinthians perde em casa para Guarani do Paraguai e dá adeus à Libertadores 2015
após 32 jogos de invencibilidade em Itaquera. 
O Corinthians, que havia perdido a primeira partida por 2 a 0, no Estádio Defensores del Chaco, recebeu um Guarani disposto a não jogar bola. Pressionou o time paraguaio durante todo o primeiro tempo e criou boas chances com Jadson e Guerreiro. Pressionou mas nenhuma efetividade. Pouco para um time que precisava de três gols de diferença.

Na volta ao segundo tempo, com Danilo e Mendoza nos lugares do zagueiro Felipe e do atacante Malcon, o time se preparava pra jogar tudo em busca de, pelo menos, dois gols para levar o jogo aos pênaltis. Preparava-se pois, ainda no começo, Fábio Santos e Jadson foram expulsos por entradas absurdas nos visitantes. Com dois a menos o alvinegro recuou, esfriando o jogo.

Enquanto a partida se dirigia ao fim, com um Corinthians entregue ao insucesso e preparando o discurso para a desclassificação, o Guarani dava a cara ao jogo. Em um contra-ataque, no qual os donos da casa param de correr para pedir impedimento, aos 46 do 2º tempo, gol de Fernando Fernandéz, que acabara de entrar! Fim de papo. Corinthians eliminado após duas derrotas para o desconhecido Guarani do Paraguai.

No Mineirão

Diferentemente do Corinthians, que não foi feliz em sua casa, o Cruzeiro, que perdera o primeiro jogo no Morumbi por 1 a 0 para o São Paulo, fez a lição de casa. Com o time paulista apostando no contra-ataque, os donos da casa adiantaram seu time; mas pecaram na pontaria.

O segundo tempo começou com a mesma cara do primeiro. Depois muitos erros de mira, o Cruzeiro chegou ao gol com Leandro Damião. Após cruzamento de Mayke, Damião quase deixou a bola passar, mas conseguiu mandar pra rede. 1 a 0 para os mineiros. A fim de evitar a decisão por pênaltis, Milton Cruz colocou Luis Fabiano e Centurión no lugar de Pato e Wesley. O jogo esquentou mas não saiu disso. Pênaltis.

Com chutes desperdiçados por Luís Fabiano e Souza, pelo São Paulo, e Leandro Damião e Manoel, do lado do Cruzeiro, a disputa foi para as cobranças alternadas. O zagueiro sãopaulino Lucão bateu no meio e Fábio defendeu. Gabriel Xavier fez o seu. Cruzeiro classificado.

Enquanto isso, em Porto Alegre

Quem não tinha nada com os paulistas era o Internacional, que enfrentava pela segunda vez o Atlético Mineiro, precisando apenas não tomar gols, após o empate no Independência por 2 a 2, no jogo de ida. Com o apoio de um Beira-Rio lotado, o time gaúcho não deixou a vantagem inicial influenciá-lo e foi pra cima. E o Galo também.

Uma partida aberta, com as duas equipes buscando o gol, como deveria ser em todas. Tanto foi que o colorado encontrou dois golaços, ainda no 1º tempo, com o jovem Valdívia e o experiente D'Alessandro. No segunda etapa, foi a vez de Lucas Pratto diminuir para o Atlético. Enquanto o time mineiro buscava o segundo gol e tentava levar a decisão para a marca da cal, Lizandro Lopez fez o terceiro para os gaúchos. Fatura liquidada. Inter também vai às quartas-de-final da Libertadores 2015.