quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O Islã invade São Paulo - ISLÃ: ARTE E CIVILIZAÇÃO

"A TINTA DO SÁBIO VALE MAIS QUE O SANGUE DO MÁRTIR" 


Ao ouvir falas sobre Islã ou islamismo, logo vem a nossa cabeça as guerras de cunho religioso, e até facções terroristas, que segundo a grande mídia, escondem-se nos ideais sagrados do mediterrâneo. Também sou assim, porque é isso o que eu "sei" sobre o assunto, mas sou muito curioso e sempre que tenho a oportunidade de desbravar novos assuntos, lá estou!

Procurando um local seguro no centro de São Paulo para descançar e passar o tempo, lembrei-me daquele que sempre foi meu refugio nos tempos de telemarketing, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), e como estava por perto, logo dirigi-me até, lá. Nessa época de televendas, sempre visitava o CCBB após o expediente, e lá vi muitas exposições e instalações sensacionais, mas nunca como a que presenciei nesta terça-feira acalorada.

Um mundo novo, com outra doutrina, outro modo de vida, valores e costumes. E por não termos acesso a esses costumes que tudo se torna não fántastico. Digo isso pois já tive aulas de História da Arte no curso de design, mas como a maioria dos institutos academicos do Brasil, valoriza-se e focam somente a cultura ocidental, abstendo-se de outros valores tão importantes para a construção do homem, quanto os valores euro-americanos.

Esse mundo tratado com hostilidade pelos ocidentais, possui riquezas históricas e culturais que são mostradas ao paulistano no CCBB. A exposição Islã: Arte e Civilização reúne mais de 300 obras que contam 1.400 anos da história do Islã. São cerâmicas, tapetes, ilustrações instalações áudio-visuais e textos, gráficos e mapas que contam um pouco desse povo guiado pelo profeta Muhammad. Ainda no mezanino existe uma série de livros, publicados em português, que contam sobre a cultura dos muçulmanos.A mostra segue até o dia 27 de março com entrada free

Também em São Paulo, o Instituto Tomie Ohtake, reune 58 obras que exploram o universo islâmico. São 19 artistas internacionais que, em traços contemporãneos, retratam o modo de vida milenar dos muçulmanos. A exposição vai até 3 de abril, grátis.


Centro Cultural Banco do Brasil 
Rua Álvares Penteado, 112 (esquina com Rua da Quitanda) no Centro.
Aberto das 10 às 20 horas, de terça a domingo
Mais informações: (11) 3113-3651

Instituto Tomie Ohtake
Rua dos Coropés, 88 - Pinheiros.
Abeto de terça a domingo das 11 às 20 hs
 Mais Informações: (11) 2245-1900